quarta-feira, fevereiro 24, 2010

CASAMENTO GAY NO TOCANTINS

Apoiados pela Associação Grupo Ipê Amarelo Pela Livre Orientação Sexual - GIAMA, entidade que luta pela cidadania e direitos humanos da população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) de Palmas e Tocantins, Robson José da Silva, 37, Assistente Social e Francisco Neves Neto, 29, Técnico em Enfermagem, assinarão dia 26.02 do corrente,“Escritura Pública de Declaração de União Estável”, termo que atestará a convivência marital do casal. O 2° Tabelionato de Palmas fará a lavratura do documento. Tratar-se-á do primeiro “casamento gay” público celebrado no Tocantins.

O GIAMA apóia casais homoafetivos que queiram registrar suas relações, especialmente para que no futuro o casal possa se valer juridicamente do registro. O Brasil não reconhece oficialmente a união estável entre pessoas do mesmo sexo, mas registrar em cartório a união (na verdade um contrato de vontades) é um passo importante para que o casal faça valer na Justiça direitos de um matrimônio comum, como partilha de bens e outros direitos inerentes aos casais.


Os nubentes oficializarão a união contratual as 14h00minh no citado Cartório de registro público no dia 26.02.10. Na noite do mesmo dia haverá uma recepção do casal há amigos íntimos com as bênçãos dos orixás nas águas do Rio Tocantins.

"Precisamos mostrar para a sociedade que somos sim dignos de direitos civis", diz Neves Neto, radiante de felicidade.
O GIAMA, por meio de sua assessoria jurídica, disponibiliza modelos de termos de escritura pública, bem como todas as orientações para os casais homoafetivos que queiram fazer o mesmo. (Com informações do GIAMA)
DIVULGUEM!!!!!

2 comentários:

ana eliza disse...

Que maravilha as coisas estão mudando,eu como homosexual e moradora da cidade de palmas tocantins fico mto feliz em saber que aqui tbm foi o realizado um casamento entre 2 pessoas do msm sexo.

soft cialis disse...

I think there are many ways for a blog like this, but I believe that such issues should be treated with care because today gay movements are very delicate