sábado, junho 28, 2008

Artigo - Eu Tenho Orgulho de Ser Homossexual






Goiânia, 28 de junho de 2008
sábado, edição nº 7540


Eu tenho orgulho de ser homossexual


Em 28 de junho comemora-se o dia mundial do Orgulho de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais LGBTT. Estamos festejando os 30 anos do movimento homossexual brasileiro. Tantas pessoas como Lucas, Valquiria, Julio, Bete, Edson, Danylo, Onaldo, Derich, Estevão, Micheli, Elaine, Polyana, Rejane, Vanilda, Luiz, Josué, Marco Antonio, Daruska, Marcelo, Cris, Dias, Maria, Ana , Serginho, Sol, Cíntia, Nestor, Jarbas, Cícero, Lindomar, Fran, Helena, Alex, Acrísio, Tocha que dedicaram dias e noites para construir um mundo onde todos e todas tenham direitos iguais.

Sou gay e tenho muito orgulho disso. Hoje é meu dia, como também de outros 10% da população do mundo. Não fiz opção por ser homossexual, tive a minha orientação sexual descoberta ainda na juventude e resolvi encarar a minha homossexualidade ao viver no conforto do armário. Tenho orgulho de ter participado da fundação do Ipê Rosa, da AGLT, Astral, Fórum de Transexuais, GLG e acompanhei e vi nascer o Colcha de Retalhos, a Nação Maria Retalhos, a AJDH, a AGLST-Raq, a AGTLA, A Lilases, como entidades da sociedade civil em defesa da livre orientação sexual e identidades de gênero.

Tenho orgulho de ser gay e de ter proposto, exigido e construído as conferências estaduais e nacional GLBT que definiram a inclusão de políticas públicas para a população que mais sofre com o preconceito no Brasil: bissexuais e homossexuais. Temos esperança nas falas de mudança feitas pelo presidente Lula na conferência nacional LGBT e também pelas ações a serem implementadas pela Secretaria Estadual de Cidadania de Goiás.

Tenho orgulho de ser gay e há doze anos fazer a parada do orgulho de LGBTT de Goiânia. Diferente de 12 anos atrás, quando éramos apenas 6 na primeira parada na Praça Cívica contra 40 PMs, agora seremos 60 mil no dia 21 de setembro gritando: nós também votamos, pela garantia de direitos.

Neste dia do orgulho de ser LGBTT, peço em nome de 74% da população brasileira que é favorável a uma lei de criminalização da homofobia (violencia contra homossexuais), conforme pesquisa feita pelo DataSenado, que os senadores Demóstenes Torres, Marconi Perillo e Lúcia Vânia votem a favor do PLC 122, que vai impedir que eu e milhões de cidadãos homossexuais do Brasil continuemos sofrendo com o preconceito e a discriminação nas escolas, no trabalho, nas famílias, no Exército, nas igrejas. Sugerimos ainda ao senador Demóstenes que modifique o código penal, colocando como crime hediondo a pedofilia praticada por pastores, através do uso da fé ou do poder religioso.

Para finalizar, não podemos deixar de lembrar da vereadora Marina SantAnna, do PT, que, por apenas um voto, não concorrerá à Prefeitura de Goiânia, e que decidiu que não será mais vereadora, mas que fez o projeto de Lei 122 que veta a discriminação a homossexuais na nossa capital. Apesar do prefeito Iris Rezende (PMDB) vetar o projeto, ele voltou novamente e está em pauta na Câmara Municipal. Sou cidadão, sou gay, pago impostos, tenho direito à cidadania, a leis e políticas públicas.


Léo Mendes é
jornalista, membro da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais ABGLT.

Fonte: ( http://www2.dm.com.br/digital/index.php?edicao=7540 ) , na editoria de economia , página 20

2 comentários:

glebson_gls@hotmail.com disse...

oiiiiiiiiii gostei muito de vc ai pega meu orkut glebson_gls@hotmail.com e o msn ta glenson_xirra@hotmail.com e um bj pra vc ta xauuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

josé sarney disse...

mortes dos são-paulinos machistas e pedofilias feitas palestinas!!!!!
vivas dos são-paulinos gays,lesbiças,transsexuais,tricolor independentes bambis,mineiros gays(crugay-cruzeiros gays poderosas)e marginais gays alvi-negras!!!!!!!